• Perfil


  • Eventos


  • Livros

  • Mídias


  • Clientes

  • Minha Conta


  • Contato



Pilares da verdadeira liderança

Publicado em 27/10/2020

O processo de se tornar um verdadeiro líder é árduo, embora altamente recompensador. Um caminho de contínuo aprendizado, onde o autoconhecimento e o autodesenvolvimento devem ser seus companheiros inseparáveis.

 

É importante salientar que líderes não nascem prontos. A liderança é uma habilidade desenvolvida e refinada e que pode ser aprendida por qualquer um.

 

Atualmente é quase impossível que um estilo de liderança meramente autoritário seja bem-sucedido durante muito tempo. As pessoas simplesmente não permitem, nem toleram mais isso! A imagem do líder como domador de leões, com uma cadeira e um chicote na mão, não funciona mais. Precisamos de líderes que inspirem e sejam verdadeiros exemplos.

 

Os verdadeiros líderes talvez não sejam tecnicamente os mais habilidosos ou talentosos, mas sabem como valorizar, reconhecer e inspirar aqueles que são, fazendo com que as pessoas desenvolvam-se e se superarem diariamente, despertando habilidades que elas próprias desconheciam. Pois, liderar não é saber mais do que os liderados, mas sim ser capaz de fazer com que cada um consiga dar o melhor de si. Para isso, os líderes precisam ter consciência que não existe ninguém mais importante do que o outro. O ser humano deve ser visto e valorizado. Sem dúvida, algumas das maiores necessidades da natureza humana são: sentir-se importante, ser reconhecido e valorizado. Infelizmente, ainda existem muitos discursos e poucas ações práticas em relação à valorização das pessoas nas organizações.

 

Aprender, entender, compreender e refletir sobre o processo da dinâmica do comportamento humano deveria constituir-se em um dos principais campos de interesse e estudo por parte daqueles que exercem a liderança. As pessoas que exercem qualquer tipo de liderança deveriam ser antes de tudo, "especialistas" em gente, e não apenas em coisas.

 

Cada pessoa requer uma estratégia certa para que consigamos os melhores resultados, tornando fundamental para isso, entender seus comportamentos de modo a potencializar suas competências. Para isso, torna-se necessário observar, enxergar e escutar mais. As necessidades e os desejos são individuais, ou seja, o que motiva um pode desmotivar outros. Existem pessoas que precisam ser mais cobradas, enquanto outras, nem tanto. Decisões corretas sobre pessoas exigem conhecimentos de suas individualidades e de como as habilidades de cada um podem ser reconhecidas e utilizadas da melhor maneira.

 

Outro pilar essencial para liderar nos tempos atuais é a humildade. Ser humilde não significa ser bonzinho nem desmerecer seu próprio valor. A humildade está intimamente ligada ao respeito. O próprio significado da palavra humildade que no sentido latino vem de húmus, ou seja, terra fértil, já diz tudo. Pessoas humildes sabem que devem aprender sempre e com todos.

 

Os verdadeiros líderes também têm a capacidade de construir relacionamentos saudáveis, pois tudo na vida gira em torno dos relacionamentos. Mas qual a matéria-prima básica para edificar relacionamentos bem-sucedidos? A resposta é simples: confiança. Sem confiança dificilmente construiremos ou conservaremos bons relacionamentos. A qualidade essencial do líder não é a perfeição, mas a credibilidade. Constrói-se credibilidade não fingindo ser perfeito, mas sendo sincero com as pessoas.

 

Não vivemos em um tempo difícil, mas em um tempo diferente. Os líderes devem ter consciência dessa nova realidade e se adequar a ela, entendendo claramente que novos problemas e oportunidades exigem novas maneiras de pensar e agir.


Compartilhe:

 




Visitas: 491

Entre em Contato

Onde estamos