• Perfil


  • Eventos


  • Livros

  • Mídias


  • Clientes

  • Minha Conta


  • Contato



Explorando os potenciais da sua voz

Publicado em 27/10/2020

A palavra voz provém do latim e significa: o som ou o conjunto de sons emitidos pelo aparelho fonador. Os seres humanos possuem a capacidade de modificar, acomodar ou diferenciar os sons emitidos, dando-lhes significado através da articulação, produzindo os sons da fala.

 

A voz é nossa identidade sonora. Através dela podemos detectar o humor das pessoas, atrair e afastar as pessoas, revelar traços da personalidade. É uma arma poderosa, traduzindo nossa imagem social, sendo símbolo que nos apresenta ao mundo por meios dos sons, podendo traduzir o que sentimos, o que somos, como vemos o mundo.

 

A voz é o espelho vocal da personalidade humana, é única em vibrações, musicalidade, tons, etc. É um instrumento eficaz de influência, desnuda nossas intenções e revela nossos sonhos. A voz tem o poder de persuadir, sugestionar e seduzir, podendo fascinar o ouvinte, despertando nele inúmeras emoções e sentimentos.

 

Quando queremos gerar determinado impacto na comunicação, necessitamos de vários estímulos diferentes e que sejam suficientes, sendo o uso adequado da voz uma ferramenta fantástica.

 

Segundo pesquisas, a boa utilização dos principais componentes da voz é responsável por cerca de 38% do processo de comunicação, por isso, devemos evitar uma voz monótona, sem ritmo e cansativa.

 

Para muitos profissionais a voz é o principal instrumento diário de trabalho, devendo passar competência, segurança, autoridade, credibilidade, propriedade e poder de decisão.

 

Um dos principais desafios quando estamos falando é despertar o interesse e a atenção por parte de quem nos está ouvindo. Não existe nada pior do que uma voz monótona e sem entusiasmo. Aquela voz sem melodia, produzida do mesmo jeito, e que acaba por deixar o ouvinte totalmente desinteressado no assunto, sonolento, comprometendo assim, o entendimento da mensagem.

 

Para combater essa situação e explorar bem todos os potencias da voz é necessário conhecer os seus componentes mais importantes, que são seis: dicção, velocidade, sonoridade, volume, ritmo e pausa.

 

A dicção é a pronúncia perfeita das palavras, a maneira como os sons são articulados para comunicar as palavras e as frases.

 

O volume é a altura, a intensidade da voz; a maneira audível como chega às pessoas.

Não se deve impor uma velocidade padrão para todos, pois cada um falará mais depressa ou devagar, dependendo da sua capacidade de respiração, da sua emoção, da sua dicção e do tipo de sentimento transmitido.

 

Sonoridade é a beleza da voz e vai do agudo ao grave.

 

O ritmo da fala é composto pela alternância da velocidade da fala e do volume, das pausas, das inflexões e das entonações utilizadas para a interpretação do sentimento transmitido pelas palavras.

 

Podemos associar e comparar o ritmo da fala com o próprio ritmo da música, que tem na sua dinâmica, ora mais rápida, ora mais lenta, um dos maiores recursos para a beleza da sua execução.

 

Já a pausa é um dos maiores indicadores da naturalidade e um dos mais preciosos recursos para a expressividade.

 

Utilizando bem esses componentes, ou seja, natural, espontâneo, harmoniosamente e sem agredir suas características pessoais, sua comunicação terá um colorido muito especial e sua mensagem chegará mais agradável aos seus ouvintes.

 

Pela sua importância, devemos cuidar muito bem da nossa voz e um hábito muito simples e ao mesmo tempo fundamental é a sua hidratação. Beba bastante líquido, principalmente antes e quando estiver falando.

 

E se tiver algum problema com a sua voz, não hesite em procurar a ajuda de um fonoaudiólogo. É o profissional indicado para fazer a avaliação correta e indicar o tratamento apropriado.

 

Agora é explorar todos os potencias de sua voz e dar um colorido especial a sua comunicação.

 


Compartilhe:

 




Visitas: 483

Entre em Contato

Onde estamos